Aguarde. Carregando informações.

ÁREA DO CLIENTE

Acesso restrito para documentos

Brasil, um que acolhe

Quando uma crise imigratória bate à porta, temos duas opções: ou fechamos as fronteiras ou abrimos o nosso coração.
A Fraternidade sem Fronteiras convida a todos para acolher os imigrantes venezuelanos e, juntos, lançarmos ao mundo uma mensagem de paz.
Chegamos à fronteira em outubro de 2017 e, com a ajuda de voluntários, apoiadores e padrinhos, construímos um centro de acolhimento, onde as famílias recebem alimentação, orientação para serviços de saúde e educação, têm aula de português e dividem responsabilidades nos cuidados com o ambiente. Enquanto estão acolhidas pela FSF, em Boa Vista, elas esperam a oportunidade de recomeçar em outra cidade brasileira.

Interiorizar: construir pontes de fraternidade

De abril a outubro de 2019, mais de 300 venezuelanos foram interiorizados no Brasil através do projeto Brasil, um coração que acolhe, da Fraternidade sem Fronteiras (FSF). Muitas histórias lindas de recomeços e conexões foram vividas e compartilhadas. Voluntários de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rondônia e de tantos outros estados rceberam de braços abertos nossos irmãos.

Precisamos ir além e o coração é a nossa força.

Mais de 100 famílias aguardam, no Centro de Acolhimento da FSF, em Roraima, por uma oportunidade de começar nova vida no Brasil.

Aperfeiçoamos o processo e agora o tempo de adaptação está menor: seis meses. Um voluntário ficará responsável por acompanhar acolhidos e acolhedores, tanto a distância quanto presencialmente.

Convide amigos, familiares, o grupo social do qual faz parte para se mobilizarem, sentindo a gratidão de ajudar uma família a recomeçar na cidade onde você mora.

Seja um acolhedor. Por amor, pela paz.